quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Confissão a Maat (Verdade)

CONFISSÃO A MAAT.

Glória a Ti, ó Grande Deus, Dono de toda a Verdade, Dirijo-me a Ti, oh! meu Deus, eis-me aqui para tornar-me consciente das tuas Leis. Conheço-te a Ti e estou em harmonia contigo e com Tuas quarenta e duas Leis que existem Contigo nesta Câmara de Maat.

Na verdade entro em Harmonia Contigo e trago Maat no pensamento e na Alma
Destruí a maldade por Ti.

Não fiz mal a Humanidade.
Não oprimi os menbros da minha família.
Não forjei o mal no lugar do direito e da Verdade.
Não tive intimidade com homens sem valor.
Não exigi a primeira atenção.
Não decretei que trabalho excessivo fosse, feito para mim,
Não apresentei meu nome para ser exaltado em honrarias
Não defraudei os oprimidos pela Propriedade.
Não fiz nenhum homem passar fome.
Não fiz ninguém chorar.
Não fui causa da dor infligida a homem ou animal
Não defraudei o Templo das suas oblações.
Não diminuí o alqueire
Não roubei terras.
Não usurpei os campos de outrem.
Não aumentei os pesos para roubaro vencedor e não li mal o ponteiro de balança para enganar o comprador
Não peguei o leite às criancinhas.
Não prendi a água quando deveria fluir.
Não extingui o fogo quando ele deveria queimar.
Não repeli Deus na Sua Manifestação.

AFIRMAÇÃO

Eu sou Puro!! Eu sou Puro! Eu sou Puro
Minha pureza é a pureza da Divindade do Templo Sagrado.
PORTANTO, NÃO ME ADVIRÁ MAL NESTE MUNDO, PORQUE EU, MESMO EU, CONHEÇO AS LEIS DE DEUS QUE SÃO DEUS.

Que assim seja!

P.S.: Esta é uma confissão para ser dita na câmara de Maat, no Templo Egípcio da Iniciação. Está escrita no Livro dos Mortos e é, na realidad, uma invocação. Maat significa: "VERDADE". Assim, a Câmara de Maat tornou-se a a Câmara ou Templo da Verdade.
Esta confissão deve ser repetida toda a noit, antes de dormir. Se a repetirmos, como os Egípcios, seremos induzidos a uma vida mais pura. Experimente e Verá.

Nenhum comentário: